Uma das tradições mais famosas da Madeira são os “Arraiais”.

Estes eventos incluem uma vertente religiosa, comemorada nas paróquias religiosas através de missas e procissões. Mas a verdadeira “festa” acontece nas imediações das igrejas, com muita música, folclore e gastronomia típica.

Esta tradição é sempre um momento de convívio entre amigos e famílias.

As igrejas são decoradas com gambiarras de luzes que percorrem as ruas ao redor, acompanhadas por cordões de flores coloridas, bandeiras e barracas de madeira. Vendem-se bebidas regionais como a “Poncha” e produtos tradicionais como bonecas de massa, colares de rebuçados coloridos, tremoços e pão (bolo do caco) com manteiga de alho. Podem encontrar “a bebida típica dos arraiais”, uma combinação invulgar de vinho e refrigerante de laranja gaseificado, o “Vinho com laranjada”. A tradição também manda cozinhar a sua própria “espetada”; a carne é vendida nas barracas, cortada em cubos e assada em espetos de louro, em fogareiros colocados à disposição do público.

 

1. Arraial de Nossa Senhora do Monte, no Funchal

Esta festa de devoção à Nossa Senhora do Monte inicia-se no dia 5 de agosto. Tem origem numa lenda, que relata a aparição de Nossa Senhora a uma pastorinha, neste local. Como manda a tradição, celebram-se nove missas, uma por dia, em diferentes zonas da freguesia. Na noite do dia 14 de agosto, milhares de locais, emigrantes e turistas, sobem a escadaria rumo à Igreja do Monte. Entre comes e bebes, música e bailarico, a festa prolonga-se pela noite fora. Muitos aproveitam a oportunidade e deslocam-se até esta freguesia de teleférico, que nesta noite prolonga o seu horário de funcionamento. Uma oportunidade única para “sobrevoar” o Funchal de madrugada.

No dia seguinte, após a missa das 11h, há uma procissão que percorre os caminhos ao redor da paróquia. É frequente verem-se pessoas a cumprir penitências de joelhos, ou segurando velas de cera, como sinal de agradecimento.

 

2. Arraial de São Vicente, na Costa Norte da Madeira

O Arraial de São Vicente é sinónimo de farra! Acontece no último fim de semana de agosto e mistura o profano com o religioso.

É um dos arraiais preferidos dos mais jovens.

As ruas em volta da Igreja de São Vicente fecham ao trânsito, para receberem milhares de visitantes. Encontrará dezenas de barracas de comes e bebes, e música durante toda a noite; desde os tradicionais despiques, aos concertos populares e festas com música eletrónica. Se pretender ficar alojado nesta localidade, convém reservar a estadia com antecedência, já que costuma ficar completamente lotada.

 

3. Arraial do Bom Jesus, na Ponta Delgada

A devoção ao Bom Jesus é celebrada no primeiro domingo de setembro, nesta pitoresca localidade da Costa Norte. No passado, milhares de romeiros percorriam as veredas que ligam o sul ao norte da ilha, outros chegavam de barco. Hoje é um dos arraiais mais típicos, uma magnífica festa de espiritualidade, fé e união, acompanhada pelo inconfundível som dos instrumentos tradicionais, como a braguinha e o brinquinho. Este arraial é imperdível!

 

4. Arraial da Nossa Senhora da Piedade, no Caniçal

No terceiro fim de semana de setembro, há festa na Capela da Nossa Senhora da Piedade. Segundo a lenda, esta capela foi erguida como promessa de uns pescadores em apuros, na baía de São Lourenço. Este arraial tem uma particularidade; a procissão é feita por mar. A bordo dos barcos dos pescadores, a festa segue com comes e bebes. Aproveite para provar os peixes típicos desta localidade, como o atum e o gaiado.

No sábado, os barcos de pesca decorados a preceito, deslocam-se até esta capela para recolher a imagem da Nossa Senhora da Piedade, que é levada até à igreja do Caniçal e aí permanece, até ao dia seguinte. No domingo, a imagem é novamente colocada na capela. São momentos inesquecíveis, de uma beleza emocionante!

 

Vemos-nos este Verão?

Descubram a Madeira