Madeira Desafia
A melhor ilha da Europa 2018+ info

Levada do Caldeirão Verde

Esta levada, que constitui uma impressionante obra de arte, construída no séc. XVIII, inicia-se no Parque Florestal das Queimadas e desenrola-se ao longo da esplanada da Levada do Caldeirão Verde, a 980 m de altitude, no concelho de Santana. Construída para fins agrícolas, a levada conduz o caminhante até ao interior do vale profundo da Ribeira de São Jorge, oferecendo espetaculares cenários da orografia do interior da ilha e do engenho do homem. Ao longo do passeio irá encontrar excelentes exemplares de Criptomérias elegantes (Cryptomeria japonica), Faias Europeias (Fagus sylvatica), Cedros da Madeira (Juniperus cedrus), Folhados (Clethra arborea), Uveira da Serra (Vaccinium padifolium), Pau Branco (Picconia excelsa), Urzes centenárias (Erica scoparia), entre outras espécies. Quanto à avifauna indígena, poderá avistar o Tentilhão (Frigilla coelebs madeirensis), o Bis-bis (Regulus ignicapillus madeirensis) ou o Pombo Trocaz (Columba trocaz trocaz), entre outros. Percorridos os 4 túneis do percurso, o Caldeirão Verde surge à esquerda da levada. Para chegar ao lago do Caldeirão Verde, que é formado pela água projetada verticalmente do leito do ribeiro a uma altura de cerca de 100 metros, basta subir alguns metros pelo seu leito.

Grau de Dificuldade: Médio

Distância: 6,5 km (+ 6,5 km de regresso)

Duração: 5h30

Altitude máxima: 980 m

Altitude mínima: 890 m

Início: Parque Florestal de Queimadas

Fim: Parque Florestal de Queimadas

Recomendações: Leve agasalho, calçado antiderrapante, lanterna para os túneis e água para beber.