A Madeira é conhecida pelos seus frutos deliciosos e exóticos. Graças ao clima subtropical e solo fértil da ilha, são muitas as variedades de frutos da madeira que enchem de cor e sabor, mesas e mercados regionais.

A nossa fruta é utilizada de forma criativa, seja nos pratos típicos da Madeira, em saladas (abacate), gelados ou sorvetes (pitanga ou tabaibo), sumos (manga e maracujá), doces (goiaba, uva ou nêspera), assados (castanha) e até como elemento decorativo no Natal.

 

 

Seja qual for a estação do ano, existem frutos para todos os sabores ou preferências;

 

Fruta de Outono/inverno

A anona é uma das favoritas, nos meses de novembro a fevereiro. Tem um sabor especial, adocicado e é extremamente frágil ao toque, quando madura. Além das suas múltiplas vitaminas, é reconhecida por ter propriedades anticancerígenas. Podem saboreá-la diretamente, cortada ao meio, após descascada, através de uma colher, mas não comam as sementes. É uma fruta relativamente grande, logo fácil de partilhar.

 

No outono, é frequente verem-se castanhas a assar nas ruas e existe inclusive uma festa no Curral das Freiras inteiramente dedicada a este fruto. As peras-abacates são também habituais nesta época e o seu sabor amanteigado permite-lhe inúmeras utilizações – salgadas ou doces. Frutos mais comuns como a laranja, a manga e a tangerina são também abundantes nesta estação. A goiaba e os marmelos são ainda usados em doces, como a marmelada.

 

 

Fruta de Primavera/verão

Os maracujás da Madeira merecem especial atenção, pois podem encontrar muitas variedades desta fruta nos mercados madeirenses, nomeadamente no emblemático Mercado dos Lavradores. Situado na zona velha do Funchal, é o lugar de eleição para conhecer e provar, a maior parte das frutas regionais. O maracujá mais caraterístico da nossa ilha é o maracujá roxo, cuja bonita flor trepadeira decora os terraços das casas e encostas madeirenses. Mas existem muitos outros: maracujá banana, maracujá ananás, maracujá limão etc. Percam-se nos seus diferentes sabores e claro, não deixem de provar o famoso pudim de maracujá! Pode saboreá-los através de uma colher, após serem partidos ao meio, e usar a sua polpa para fazer sumos, compotas ou sobremesas.

 

 

As maçãs são típicas desta estação, com destaque para os famosos peros da Ponta do Pargo, cujo aroma é particular. Há outro fruto na Madeira que devido à sua aparência exótica, suscita muita curiosidade entre os visitantes. Trata-se do fruto delicioso que amadurece após a sua colheita, ao libertar a sua casca em pequenas partes hexagonais. Há quem compare o seu sabor ao ananás ou à banana. Por falar em frutos exóticos, já conhecem os tabaibos? Estes frutos crescem em catos, mas atenção ao colhê-los pois apresentam-se cheios de espinhos, logo terá que usar luvas ou instrumentos apropriados. Retirada a casca, são frequentemente consumidos frios ou sob a forma de gelado.

 

 

As cerejas abundam em Câmara de Lobos, mais precisamente no Jardim da Serra, e apesar de serem de menor dimensão que o habitual, recompensam com um sabor maravilhoso. As pitangas, embora oriundas da América são muito abundantes na ilha, e podem ser ingeridas diretamente, mas atenção pois contêm um caroço no seu interior. Os mirtilos da Madeira são conhecidos pelas suas excelentes propriedades antioxidantes.

No final de agosto, início de setembro, decorre a época da vindima, e celebra-se a Festa do Vinho. As uvas madeirenses são utilizadas sobretudo na produção do Vinho Madeira, mas também podem ser consumidas diretamente.

 

 

O Porto Santo é outro paraíso no que diz respeito aos frutos de verão, nomeadamente figos, uvas, melancia e melão – são tão bons que por si só, já valem uma visita à ilha dourada! 😉

Terminamos com a fruta mais emblemática da Madeira, a banana da Madeira!

 

 

Como diz o ditado regional “é pequenina mas boa” e o melhor de tudo é poder saboreá-la ao longo de todo o ano!